sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Cultura, um direito de todos
    O conceito de cultura está intimamente ligado ao conceito de formação. A formação nos leva à educação. Entre a inclusão e a exclusão, quando se fala de cultura, a sociedade se depara com a democracia. Assim por este prisma posicionamo-nos, sobretudo, por um ideal pelo qual devemos lutar, pois não devemos aceitar de forma alguma a inacessibilidade à cultura.
 
A Cultura
 
Devemos ter em mente que cultura é um conceito usado de forma generalizada para exprimir os valores e as práticas humanas. Cultura é tudo o que é produzido pelo ser humano enquanto não é próprio da natureza. A cultura é prática relacionada as artes e ciências humanas, de cunho antropológico e social. 

O Acesso
   
Todos nós temos acesso aos produtos industrializados da cultura, principalmente os divulgados pela mídia. No entanto, a maior parte da população nem fica sabendo o que existe em termos de produtos ou obras de arte, para além daquilo que é oferecido no comércio. A arte é bloqueada pelo avanço da indústria, pois esta aliada ao mercado e à propaganda, não deixa espaço para outras expressões. A indústria, desta forma direciona os interesses do cidadão, através da mídia e da propaganda.

Desinteresse
    Podemos dizer que o desinteresse da sociedade pelas artes é culpa da educação, família e meios de comunicação. O problema da educação, da família, dos meios de comunicação, é o problema geral da sociedade, que não se importa com a formação de seus cidadãos porque ela não dá lucro. Curiosamente, a educação que dá lucro, aquela das escolas privadas, vai muito bem no Brasil. O acesso aos bens em geral, inclusive os culturais, dos que tem poder econômico não é um problema real.

    Desta forma, o problema do acesso à cultura é ele mesmo um problema cultural.  Contra o descaso cultural devemos sim utilizar os meios de comunicação para fazermos mudar esta realidade, de maneira que tenhamos, todos, acesso irrestrito a cultura, as artes, a vida.



quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Costela:Aprenda a Escolher!
   
   Escolher uma boa cotela para aquele churrasco de domingo sempre foi mister para a maioria das pessoas. Seja no corte, na idade do boi ou mesmo no açougue que irá escolher, todo o cuidado ainda será pouco até voce aprender como e onde comprar a melhor costela e, consequentemente todas as outras carnes para o seu churrasco!

     
Carne de animais novos
     Alguns indícios entregam uma carne mais velha e por consequência dura, cheia de nervos, gordura, ossos e sem tanto sabor:
  •   Coloração: a gordura amarelada e a carne mais amarronzada entregam a idade do boi: é velho. Não compre carne com esta coloração.
  •     Ossos: quanto maior o tamanho da largura dos ossos, mais velho é o boi, em quase todas as raças isso é regra.
  •     Cheiro: o cheiro de carne passada é inigualável, não tenho como analisar um exema olfativo aqui no blog, mas tente cheirar a carne pra sentir isso.
  •    Elasticidade: o teste do “furo” com o dedo é sempre válido. Lave suas mãos, obviamente e aperte a carne com o indicador. Esse exame vai te falar sobre a maciez da peça.
Comprar em supermercados
   Geralmente os produtos a venda deste estabelecimento, principalmente as pré-cortadas e embaladas naquela bandeijinha de isopor não são legais. Se forem embaladas à vácuo, então, evite-as. Procure por açougues e consulte o açougueiro. Esta etapa requer tempo e paciencia.

Dianteiro ou traseiro?
    A costela traseira tende a ser mais macia que a dianteira. Alguns estabelecimentos que fazem promoções estão vendendo ou carne muito passada ou cortes do dianteiro, próximas às paletas e o peito. Os cortes traseiros de costela, mais próximos ao filé, também chamadas de costela de janela, são melhores.
Ripa ou ponta-de-agulha? 
   As duas são excelentes, mas você precisa saber o que está levando pra poder planejar melhor o seu preparo. Enquanto a ripa é aquela parte onde os ossos são todos transversais, geralmente mais fina, a ponta-de-agulha é quando os ossos (e nervos) são dispostos em mais de uma direção, é um pedaço mais grosso e que vai demorar mais pra assar.
Costela não é barato
   Ao contrário do que muitos pensam, a costela não é uma carne barata. A costela na hora do preparo perde muita gordura e fibras, sem contar o osso que, obviamente, está incluso no peso e você não vai comer. Tanto é que num churrasco ao invés dos tradicionais 300g de porção por participante, costela calcula-se de 500 a 600g por indivíduo. Costela é carne boa, não deve ser desprezada enquanto corte.
   Seja fiel ao seu açougue que voce escolher. Assim você terá sempre menores riscos de comprar gato por lebre!

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

O Churrasco Perfeito!

     Carne vermelha, crosta torradinha, para acompanhar, uma cerveja gelada... O segredo para o melhor churrasco é aprisionar os sucos dentro da carne. E, claro, um banho de gordura!

  

Carnudo 

     Carne fresca tem que ser bem vermelha. Carne escura é sinal de carne passada. Dica para a picanha: peças acima de 1,0kg incluem coxão duro. Picanha de verdade é pequena, macia e suculenta!

 
Sal ao ponto

     Espalhe sal grosso na carne e na gordura, mas bata o excesso antes de ir ao fogo. Não salgue de véspera, como na noite anterior, podendo a carne deixar a suculencia, ficando seca e salgada.

Carvão

     Faça uma pirâmide com o carvão. Concentre-a em um lado para ter duas temperaturas: uma mais alta para dourar a carne, próxima ao carvão, e outra mais baixa, no canto oposto, para cozinhar lentamente.
 

Gordura

     A gordura armazena boa parte do aroma e do sabor da carne. Faça incisões somente na capa da gordura (sem chegar à carne). Asse primeiro com a gordura para cima, derretendo a mesma suavemente, penetrando assim a carne e a deixando suculenta, apurando o sabor.
 

Sabroso

     Quando a parte de baixo estiver dourando, é hora de virar a gordura para o fogo. Isso impede que o calor penetre na carne, assando-a lentamente. Não fure a peça ao virá-la, pois os sucos da carne irão se perder. Use um pegador, e não um garfo, ou asse no espeto.
 

Não defume

     Espalhe as cinzas do churrasco anterior sobre o carvão, afim de diminuir a fumaça e, consequentemente a defumação.
 

Mantendo o sabor

     Se você seguir estas dicas, a carne ficará "selada": curtida em temperatura alta por todos os lados, mantendo-a suculenta e saborosa!



Chopp de Vinho: Sabor sem Igual!
    O vinho é uma bebida alcoólica feita da fermentação do sumo da uva. A palavra vem do latim vinum, que significa vinho ou videira. Existem cinco tipos distintos de vinho: tintos, brancos, rosés, espumantes e os vinhos fortificados.

   Através do mesmo processo como é extraído das uvas a essencia do vinho, o suco da uva utilizado para a confecção do chopp de vinho é depositado em baris de inox, que proporciona um melhor controle da fermentação do sumo da uva. Neste proceso, o açucar da uva se transformará em álcool, formando o vinho.

    Após a fermentação, o produtor escolhe o envelhecimento que pretende adotar, e após este periodo engarrafará o produto.

Chopp de Vinho  
   No procsso do Chopp de Vinho, após todos os processos para a elaboração do vinho, o mesmo passa por um criterioso processo de degustação. Somente após a degustação aprovada o produto é envasado em barris e long necks.  

   O vinho é colocado em barris semelhantes aos de chopp e o processo de gaseificação ocorre na chopeira. A long neck recebe a gaseificação no proceso de engarrafamento, chamado também de cooler de uva.

     
   O produto pode ser consumido em barris de 30 e 50 litros ou long necks e 300ml.

   Esperando para conhecer? No Frango`s temos o Chopp de Vinho mais gelado da região, servidos em canecas de 300ml a zero grau.

   Chopp de Vinho, caneca zero grau 300ml: R$ 3,50

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

COSTELA NO BAFO do Frango´s
    Seja bem-vindo ao Frango`s. Sabe aqueles truques de restaurante que todo mundo tem vontade de descobrir, mas que ninguém pode contar? A gente conta pra você, em forma de sabor! Que tal descobrir todos os segredos do sabor da costela bovina assada no bafo, onde a escolha da peça, o tempero e a melhor forma de preparo vem sendo cuidadosamente feita por nossa equipe?

    Prepare-se para saborear a única costela assada no bafo da região, acompanhada de uma macia porção de aipim frito na hora e um delicioso molho barbecue do Frango´s. Macia e suculenta, a COSTELA NO BAFO do Frango´s é indicada para acabar com o mau humor, falta de apetite e claro, aproximar a familia e os amigos a volta da mesa!!!

COSTELA NO BAFO 
aipim frito, farofa e molho barbecue: R$ 16,00 

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

CHOPP: Segredos do Colarinho!


 
   A palavra Chopp vem do alemão “schopp” que é uma medida de volume. Equivale a 300 ml. Com o tempo, a palavra passou a designar a bebida. A temperatura é algo que gera polêmica, é  ideal que o chopp saia da máquina com temperatura entre 0 e 2 graus, para que chegue à mesa com 3 ou 4 grau. O chopp abaixo de zero perde o sabor.

   Para tirar um bom chopp o copo deve ficar inclinado a 45º grau e a 2 cm de distância da torneira. Quando o líquido chega ao meio, o copo deve voltar à posição vertical. Finalmente, com o copo quase cheio, gira-se a torneira para uma posição que só permita a passagem da espuma.

   A espuma é essencial para que o copo não perca o gás. Ela ainda serve de isolante térmico, mantendo a temperatura ideal de consumo por muito mais tempo. Como a cerveja, o chopp também pode ser feito sem álcool, porém em nosso país esse produto ainda não existe.

   No FRANGO`S nossa caneca, exclusiva, é congelada, permitindo-nos levá-la à mesa estupidamente gelada, mantendo assim a temperatura ideal da cerveja na hora da degustação.
Bolinhos de Bacalhau, Vedetes dos Bares!

(…) Toma-se o bacalhau cozido, limpa-se de peles e espinhas, mistura-se com batatas cozidas e bastante salsa cortada em pedaços, e passa-se tudo pela máquina de picar. O polme resultante liga-se com leite e gemas de ovos e tempera-se com um pouco de sal fino e pimenta em pó. Bate-se a massa, à qual juntam-se as claras de ovos, previamente batidas em castelo, liga-se tudo rapidamente, tira-se a massa às colheradas, que tendem, fazendo-se passar de uma para outra, (as colheres molham-se no azeite fervente em que os bolos hão de ser fritos) e, em seguida e sucessivamente, põe a frigir. O azeite deve ser abundante, para que os bolos mergulhem nele sem tocar o fundo. Tiram-se do azeite com uma colher crivada e põem-se a escorrer. (…)
    Esta foi a A primeira receita oficial do bolinho de bacalhau, datada de 1904, em um livro chamado Tratado de Cozinha e Copa, de Carlos Bandeira de Melo, um oficial do Exército Portugues, que usava o pseudonimo de Carlos Bento da Maia. A obra de Carlos Melo entraria para a história como a primeira a apresentar uma receita do prato.
  
   No Brasil pode ser encontrada uma variante que apesar de ter o nome de "pastel de bacalhau" é ligeiramente diferente, se referindo a um pastel, alimento típico brasileiro semelhante à empanada latino-americana, que consiste de uma massa recheada com algum ingrediente e frita. Este tipo de pastel teve origem numa receita de emigrantes portugueses que se radicaram em São Paulo e lançaram essa iguaria no Hocca Bar, localizado no Mercado Municipal da Cidade.

  Os bolinhos de bacalhau são um dos petiscos mais pedidos e apreciados nos bares. Os bolinhos de bacalhau são uma especialidade culinária mediterrânea, e podem ser saboreados na Espanha, Itália, França, Portugal, Brasil e Angola. 

      registros de existirem fábricas para processamento do bacalhau na Islândia e na Noruega no Século IX. Os Vikings são considerados os pioneiros na descoberta do cod gadus morhua, espécie que era farta nos mares que navegavam. Como não tinham sal, apenas secavam o peixe ao ar livre, podiam consumir o peixe aos pedaços nas longas viagens que faziam pelos oceanos.

  Atualmente o bacalhau é uma espécie ameaçada de extinção. Em vários países, como o Canadá, há tratados internacionais de controle da pesca, com o objetivo de assegurar a reprodução e a preservação do "Príncipe dos Mares". Estamos bem preocupados com a questão já que, além de não desejarmos não poder saborear mais o bolinho, somos ecológicos e nos preocupamos com a natureza!
Deu vontade de saborear estes quitutes com uma cerveja gelada ou um bom vinho? O FRANGO´S tem!
Porção de Bolinhos de Bacalhau: R$ 6,00
Chopp de Vinho Caneca Zero Grau: R$ 3,50  

Cafeterias: O Cafezinho com Prazer!

    A tradicional bebida do dia - a - dia vem ganhando novos ares nos Shoppings e casas dedicadas a esta especiaria: As Cafeterias, espaços dedicados a quem curte saborear um saboroso cafezinho, a qualquer hora do dia!

    Mesclando novos ingredientes e acompanhamentos, o cafezinho vem ganhando versões diversificadas do seu sabor original. Em qualquer hora, ele estará sempre presente nestes novos espaços da cidade.

     Fazer o cliente se sinta em casa enquanto saboreia o cafezinho é a missão destes ambientes, convidando-os a um bom bate-papo ou conversa rápida, enquanto degustam tradicionais ou exóticos preparos da bebida.

     Nos cardápios das Cafeterias há opções entre cafés com licores, amarulas, cremes e espumantes, estes com uma mistra de café com creme de leite e leite condensado.Como acompanhamentos há massas, sanduíches, shakes, crespes, bolos, salgados e tortas, algumas das diversas opções destas casas.

   Além de áreas climatizadas e bem decoradas, as Cafeterias contam com um atendimento exclusivo, onde o cliente pode contar com áreas dedicadas a reuniões ou simplesmente para um rápido café. Modernos ou rústicos, os espaços dispensam sofisticação e comodidade, tornando estes ambientes ótimos a degustação e ao bom papo!

 

 

 




















domingo, 13 de janeiro de 2013

Agradando Sempre!

     Desde o inicio de nossas atividades, procuramos surpreender. Quando nos identificamos com o que fazemos, abraçamos nossas tarefas com dignidade e orgulho em agradar. Gostando do que se faz, o prazer é consequencia. Mesmo nas dificuldades não esmorecemos ou desistimos diante dos desafios. Quando insatisfeitos, tudo aquilo que fazemos pode se tornar intediante e o prazer, sem sentido. Quando a tarefa é realizada com prazer, sente-se a energia nos bons resultados, principalmente quando tratamos das relações entre pessoas, nos doando ao trabalho e ao mesmo tempo sendo revigorados por ele.

     Trabalhar para pessoas tem que ser satisfatório para todos. Trabalhar com prazer, atender com alegria e presteza no que se faz. Uma relação interpessoal sempre será fruto daquilo que se fez com o prazer de buscar a satisfação daqueles a quem atendemos.

   Satisfação é o que buscamos. Não trabalhamos preocupados com vendas ou números, mas sim em saber que conseguimos mais uma vez satisfazer a grande maioria que atendemos naquele dia.
 
      Um sorriso, um bom papo enquanto se espera, um grande numero de produtos de qualidade a oferecer, bons preços e igualdade no tratamento a todos que por nossa loja passam. O resultado é sempre o esperado... um bom dia, uma prosa da satisfação do que se consumiu e, principalmente o retorno a nossa loja.
 
        Não é bondade nem tão pouco ingenuidade o que aqui escrevemos: é respeito, profissionalismo e, como conseqüência, clientes satisfeitos!

Todos os fins de semana e feriados servimos os melhores frangos e costelas no bafo da região! Ficou curioso? Então venha e surpreenda-se com o nosso sabor!