quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

O Churrasco Perfeito!

     Carne vermelha, crosta torradinha, para acompanhar, uma cerveja gelada... O segredo para o melhor churrasco é aprisionar os sucos dentro da carne. E, claro, um banho de gordura!

  

Carnudo 

     Carne fresca tem que ser bem vermelha. Carne escura é sinal de carne passada. Dica para a picanha: peças acima de 1,0kg incluem coxão duro. Picanha de verdade é pequena, macia e suculenta!

 
Sal ao ponto

     Espalhe sal grosso na carne e na gordura, mas bata o excesso antes de ir ao fogo. Não salgue de véspera, como na noite anterior, podendo a carne deixar a suculencia, ficando seca e salgada.

Carvão

     Faça uma pirâmide com o carvão. Concentre-a em um lado para ter duas temperaturas: uma mais alta para dourar a carne, próxima ao carvão, e outra mais baixa, no canto oposto, para cozinhar lentamente.
 

Gordura

     A gordura armazena boa parte do aroma e do sabor da carne. Faça incisões somente na capa da gordura (sem chegar à carne). Asse primeiro com a gordura para cima, derretendo a mesma suavemente, penetrando assim a carne e a deixando suculenta, apurando o sabor.
 

Sabroso

     Quando a parte de baixo estiver dourando, é hora de virar a gordura para o fogo. Isso impede que o calor penetre na carne, assando-a lentamente. Não fure a peça ao virá-la, pois os sucos da carne irão se perder. Use um pegador, e não um garfo, ou asse no espeto.
 

Não defume

     Espalhe as cinzas do churrasco anterior sobre o carvão, afim de diminuir a fumaça e, consequentemente a defumação.
 

Mantendo o sabor

     Se você seguir estas dicas, a carne ficará "selada": curtida em temperatura alta por todos os lados, mantendo-a suculenta e saborosa!



Nenhum comentário:

Postar um comentário